Distante de casa, longe do meu mundo, em um lugar onde eu menos esperava foi onde encontrei o amor.

Que curioso, geralmente, é assim: quando não esperamos, quando não imaginamos, quando não queremos é que as coisas acontecem.

E, como mágica, tudo se transforma: a chuva para de cair, o sol volta a brilhar, as flores florescem, as cores se irradiam ao meu redor.

Fiz as pazes com a sorte, com o destino e com a vida. Está tudo ótimo agora. Melhor que antes, melhor que nunca.

Eu estou muito feliz! Amando, apaixonada e vendo corações cor-de-rosa por todos os lados.

E hoje eu venho aqui para dizer que este é o último post do Mari Divaga.

Ah, não chorem, por favor!

Foi um prazer dividir minhas divagações com vocês.

Obrigada por lerem minhas palavras. Mas, agora me deem licença que tem um super gato me esperando e vou lá curtir o meu amor.

 

Beijos. Câmbio final. Desblogo.

Mari








:1 :2 :3 :4 :5 :6 :7 :8 :9 :10 :11 :12 :13 :14 :15 :16 :17 :18 more »


Nenhum comentário em “A sorte me disse sim”